Denúncia,  Política,  Utilidade Pública

DENÚNCIA-Vereador de Vitória do Mearim tem salário de R$ 3 mil reais na Prefeitura de Igarapé do Meio 

 

vereador George Maciel (PCdoB), eleito com 660 votos na última eleição municipal na cidade de Vitória do Mearim (MA), tem salário de R$ 3 mil reais na Prefeitura de Igarapé do Meio (MA). A grave denúncia foi feita na sessão desta sexta-feira (20), pelo vereador de Igarapé do Meio, Hélio do Gás (PSC) tudo foi confirmado junto ao Portal da Transparência.

George Maciel Paz, de matrícula 5654, está locado na Secretaria Municipal de Educação e segundo a folha de pagamento da Prefeitura, recebe a quantia de R$ 3 mil reais para desempenhar a função de assistente social. Cerca de 30% da verba paga ao vereador é oriunda do Fundo Nacional do Desenvolvimento da Educação (FUNDEB).

Apesar da função de assistente social, na última eleição George declarou a Justiça Eleitoral ter apenas o ensino médio, o que causa bastante estranheza, já que para exercer a função é necessário ter formação superior na área social. Para completar a renda mensal, o George Maciel tem mais um salário que gira entorno de R$ 8 mil reais por ser vereador de Vitória do Mearim. Um salário superfaturado para a realidade das duas cidades, que têm grande índice de pobreza.

As duas cidades são vizinhas, distantes apenas alguns quilômetros uma da outra. Elas são administradas por Almeida Sousa (Igarapé do Meio) e Nato da Nordestina (Vitória do Mearim), prefeitos aliados do deputado federal Josimar de Maranhãozinho (PL), parlamentar que está na mira do Ministério Público e da Polícia Federal, suspeito de vários crimes, inclusive desvios de emendas parlamentares durante a pandemia.

A locação do vereador só pode ser explicada de uma forma, já que a cidade de Igarapé dispõe de profissionais da área social. Acontece que a primeira-dama da cidade é pré-candidata a deputada estadual. Com isso, a contratação do vereador não passa de um acordo político, justamente para cooptar votos para a mulher de Almeida Sousa, que está topando qualquer negócio para eleger ela. O caso é grave e deve ser observado pelo Ministério Público e pela Polícia Federal, antes que o prejuízo aos cofres públicos seja maior do que já está.

Com informações do site bmaxnoticias.com.br

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *