Comunidade

Paço do Lumiar – Vereador é citado em golpe junto com construtora e deixa famílias no prejuízo 

Uma denúncia envolvendo o vereador Major Roberto (PATRIOTA) da cidade de Paço do Lumiar região metropolitana de São Luís, é descrita em detalhes por cerca de trinta e três (33), famílias que se sentem enganadas pelo então representante do povo.

Entenda o caso:

No ano de 2017, um grupo bem grande pessoas que sonhavam com a casa própria, resolveram investir em imóveis na esperança de um dia desfrutar com suas famílias, após investimentos. Eles assinaram contrato de compra e venda referente a uma casa na planta na região do Bairro Itapiracó, Condomínio DW2, com 18 casas na capital, e 25 casas na região do Turu, sendo estas, do Condomínio DW3, o que eles não esperavam era estar caindo em um golpe bem planejado, por uma construtora por nome DW Construção Incorporação e Transportes Eireles).

Com o passar dos anos os investidores não estavam observando avanços nos trabalhos, a previsão de entrega era no ano de 2019, as obras paradas deixava os compradores preocupados, suas ligações para o telefone disponibilizado pela empresa para informações, não era mais atendidas e os representantes da empresa, tomaram o chá de sumiço. Sem respostas, as famílias que sofreram o golpe, passaram a fazer denúncias e mesmo assim há resistência por parte construtora para se posicionar, sobre o dinheiro investido na construção das casas.

Durante todos esses anos as pessoas que investiram suas economias na construtora, descobriram que o representante com quem fizeram a assinatura dos contratos era apenas um laranja e aí que entra o vereador de Paço do Lumiar, Antonio Roberto Santos Junior, o Major Roberto, que segundo a denúncia feita pelas famílias que levaram o golpe, é o verdadeiro dono da empresa responsável pelo empreendimento que não sai do papel. O acesso ao vereador é complicado e respostas sobre o caso são distorcidas e desculpas sempre é o que prevalece.

Segundo a denúncia feita, os trabalhos não avançam devido falta de pagamento de pedreiros que trabalhavam na obra, ainda materiais de construção que não são o suficiente para realização dos trabalhos além de outras irregularidades, e tudo isso atrasa a obra e deixam as pessoas preocupadas com os investimentos em dinheiro feito sem retorno algum.

Ainda segundo os denunciantes, eles não tem acesso aos representantes da construtora, as poucas vezes que conseguiram falar sobre o assunto, nada que prometeram fazer, foi cumprido em relação a construção, segundo eles não irão desistir até que o caso seja resolvido e tenham o bem imóvel recebido ou todo o dinheiro devolvido para seus devidos donos.
O que se torna cada dia mais improvável, tendo em vista que os empreendimentos foram dados como garantia ao BANCORBRÁS de Brasília, que agora detém a propriedade dos terrenos. O referido banco já leiloou duas vezes sem sucesso, para a sorte dos mutuários.

 

O vereador e a construtora não se posicionaram sobre o caso.

 

 

 

 

5 Comentários

  • Emanoel Rabelo

    Essa Rapaz chamado Major Roberto é um Malandro mesmo da pior espécie. Tive notícias que até os familiares dele tem vergonha de suas ações. Ele sempre tem uma conversa bonita pra impressionar a quem ele queira enganar.
    Esse cara deve ser parado para que não engane mais famílias. E deve perder a farda de militar pq ele não merece, deve perder o mandato de vereador também, pq o povo que o colocou lá na câmara, é o memso que ele engana e tenta enganar a todo instante.

    Tem mais uma alerta.

    Ele tá lançado outro empreendimento no Maiobao, sendo agora de apartamento. Muitas outras famílias poderiam ser enganadas.

    Precisa ser parado.

    #majorroberoprecisaserparado

  • Abel

    Esse Antônio Roberto Santos Junior ( MAJOR ROBERTO), é um sorrateiro de pior espécie, enganou mais de 30 famílias e ainda se diz representante do povo em Paço do Lumiar.
    Eu, sentiria vergonha de um papelão dessa envergadura. Entregou na marra o DW1, até porque os donos, entraram para suas casas, e muitas ainda estavam por fazer e sem o habite-se. O DW2, está se arrastando no tempo e com um agravante, o local das casas foi dado como garantia de um empréstimo junto ao BANCORBRÁS DE BRASÍLIA, o mesmo já leiloou duas vezes, e para sorte dos mutuários, não foi arrematado. Obra está com atraso de mais de 2 (dois) anos e continua parada, pra quem disse que entregaria em DEZEMBRO DE 2021, só se fizerem mágica.
    Eu creio muito que, se a justiça do homem falhar aqui na terra, mas a de Deus não falhará. E vai ajudar essas pessoas a não perder o seu tão sonhado imóvel e nem o seu dinheiro investido.
    Espera-se que o MAJOR ROBERTO, se sensibilize e entregue as casas dessas famílias, porque ele certamente está no aconchego de seu suntuoso apartamento ou em sua belíssima casa, já o pessoal que assinou contrato de compra e venda muitos estão no aluguel.
    # MINHA VÓ JÁ DIZIA: QUANDO NÃO SE PODE COM A RODILHA, NÃO SE PEGA NO POTE.

    POR ISSO MAJOR, SE VOCÊ SABIA QUE NÃO IA DÁ VONTA, NÃO ENTRASSE PARA O RAMO DA CONSTRUÇÃO, FICASSE ONDE ESTAVA.

  • Cleysto

    Isso é verdade.
    Sou um dos mutuários. Ele alega não ser proprietário e que nunca negociou venda, sendo que eu fui até o escritório dele, no jardins.
    Tenho testemunhas e provas pra isso.
    Inclusive ele pressionou-me para fazer a transferência do valor o quanto antes, ai agora ele não entrega o imóvel e nem responde nossas mensagens.

    Nem no comando geral da PMMA ele tem uma boa reputação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *