Notas do blog

São José de Ribamar – Conheça os vereadores que votaram contra projeto de serviços, pavimentação e drenagem no município.

Foto/Reprodução PSJR

Após uma semana do protesto que aconteceu na última segunda-feira(21), onde moradores do conjunto Nova terra com faixas e cartazes, chamaram a atenção do poder público para a calamidade dos muitos problemas que o Bairro enfrenta, já é possível observar que um dos pedidos foi atendido. O Secretário de Obras, Habitação, Serviços Públicos e Urbanismo,  Glauber Miranda se comprometeu em encaminhar equipes de trabalho para região.

O serviço em algumas ruas do Bairro que estavam interditadas por causa dos matos e esgotos quebrados iniciaram dois dias após o protesto, as máquinas desobstruíram os locais por onde possivelmente será o novo trajeto dos ônibus, como acordado em reunião com o gerente da empresa, visto que muitas pessoas que moram nessa região não eram beneficiados com o transporte.

Durante o protesto por causa das melhorias para a população do Bairro, houve especulação sobre representantes do legislativo que votaram contra projeto do executivo que possibilitaria asfalto para pelo menos 60km de ruas e avenidas do município, incluindo o conjunto Nova Terra o que deixou a população indignada.

Acompanhe nomes dos vereadores que votaram contra o projeto:

Moisés Gama; Negão; Valdo Coelho; Nonato Lima; Jô Viana; Serra Alta; J. Lindoso; Paulo Alencar;  e Juliano Soares.

Segundo os vereadores, em análise crítica e detalhada do projeto, constataram que o empréstimo, que o executivo encaminhou para ser aprovado pela câmara, traria uma divida mensal de quase meio milhão de reais para o município, e que deveriam ser pagos nos próximos 12 anos, comprometendo as próximas gestões.

Anda segundo os vereadores não foi uma atitude arbitrária, apenas evitaram que futuramente o município operasse em caos, afetando os salários dos servidores e prejudicando órgãos de pronto atendimento assim como outros serviços.

Em São José de Ribamar, vários bairros apresentam problemas de infraestruturas e comunidades passam por necessidades básicas, como é o caso do residencial Nova Terra que  é um dos maiores projeto do minha casa minha vida, programa do governo federal, são cerca de 4.051 casas e uma população aproximada de 20 mil habitantes.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *