Notas do blog

Inspetor da PRF/MA Antonio Noberto recebe prêmio Monteiro Lobato no Rio de Janeiro

foto rede social Antonio Noberto

No último final de semana, o pesquisador, historiador, escritor, turismólogo e atual Presidente da Academia Ludovicense de Letras, Antonio Noberto, recebeu o Prêmio Monteiro Lobato Melhores do ano, na categoria Melhor pesquisador, como reconhecimento da dedicação do seu trabalho desenvolvido.
O Prêmio tem o peso de reconhecimento internacional, concedido pela Associação Internacional.

O turismólogo, escritor, historiador, pesquisador e atual Presidente da Academia Ludovicense de Letras, Antonio Noberto, que atua na Superintendência da Polícia Rodoviária Federal, sendo o porta voz da instituição no estado do Maranhão, se notabilizou na execução da pesquisa da fundação da França Equinocial em São Luís e da história do Estado.

O evento de premiação, aconteceu na cidade de Búzios no Rio de Janeiro, Noberto que em 2012, ano do quarto Centenário de São Luís, inaugurou a sua exposição França Equinocial, foi agraciado com o Prêmio Cazumbá de turismo e cultura 2012, na categoria “Melhor evento cultural voltado para os 400 anos de São Luís”. A partir de então, nosso pesquisador despontou como uma das pessoas que mais contribuíram com o avanço e desenvolvimento da cultura e do turismo no Maranhão.

A Exposição foi reinaugurada neste mês de agosto como o Museu da França Equinocial, retratando o início da cidade de São Luís e a parte mais ao norte do país.

foto rede social Antonio Noberto

Para Noberto, que atua na PRF desde 1994 e já dirigiu a Associação Brasileira dos Bacharéis em Turismo (ABBTUR/MA), integrou conselhos de entidades tanto do trade, quanto da PRF, diz sempre ser uma grande honra figurar entre pessoas com tamanho destaque e contribuições relevantes para a cultura e turismo no Estado que sempre lhe deu inspiração, para escrever e pesquisar. “Sinto-me profundamente honrado e orgulhoso por esse reconhecimento, tanto dos maranhenses quanto os aplausos e reconhecimento que vem de fora do Maranhão”, declarou.

Antonio Noberto também é membro do Instituto Histórico e Geográfico do Maranhão (IHGM), da Academia Vargem-grandense de Letras e Artes (AVLA) e da Luminescence Academie Française, sediada no Vale do Loire,  o Rio dos belos castelos na França e reduto natal de grande parte dos fundadores de São Luís.

No próximo mês, ele estará em Berthegon, cidade natal de Daniel de la Touche, quando se reunirá com o prefeito daquela cidade e com autoridades daquela bela região francesa. Nos seus textos, entrevistas e discursos, Noberto defende a reaproximação do Maranhão com a Europa, Estados Unidos e demais países de primeiro mundo como forma de trazer a riqueza e abastança verificados nos séculos XVIII e XIX.

 

Fonte/ Antonio Noberto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *