Notas do blog

Feira do Livro – MPMA participa com bate-papo sobre relacionamento abusivo e contação de histórias

Dando continuidade à participação do Ministério Público do Maranhão na 13ª Feira do Livro de São Luís (FeliS), foi realizado nesta quinta-feira, 17, no espaço Casa do Professor, um bate-papo sobre “Relacionamento Abusivo, como identificar e se sair”, com a promotora de justiça Selma Regina Martins, titular da 2ª Promotoria de Justiça de Defesa da Mulher e a psicóloga Denyse Soares.

Participaram do bate-papo os visitantes da feira e cerca de 40 estudantes, entre 13 e 16 anos de idade, da UEB Uruati, localizada em Itapera. A apresentação das palestrantes foi feita pelo diretor da Secretaria de Planejamento e Gestão do MPMA, promotor de justiça Raimundo Nonato Leite Filho. “Essa é a forma que o MPMA tem de se aproximar mais da comunidade. Aproveitem o que vai ser discutido aqui nesta tarde e repliquem essas informações para quem puderem”, finalizou Nonato Leite.

Selma Martins destacou a importância de identificar sinais de um relacionamento abusivo e ressaltou a estrutura que tem a Casa da Mulher Brasileira, localizada no bairro Jaracaty, para atender as mulheres vítimas de violência. Atualmente existem 6.000 medidas protetivas expedidas em São Luís.

“Onde houver um espaço em que a mulher possa se expressar, é importante o Ministério Público se fazer presente, para falar da não violência. Porque essa violência começa no relacionamento e muitas vezes a mulher não percebe que está numa relação abusiva, onde ela não é respeitada nas suas decisões”, apontou a promotora de justiça.

Por sua vez, a psicóloga Denyse Soares enumerou aos participantes os sinais de que a mulher pode estar num relacionamento abusivo, como o controle do modo de vestir, falar e agir; senhas de redes sociais; proibição de amizades; ciúmes excessivos e sem motivo; além da manipulação emocional.

“As mulheres historicamente aprenderam que precisam de um parceiro para ser feliz, que é preciso se submeter para que o relacionamento dê certo, e muitas vezes isso custa a sua própria independência. É preciso desconstruir essa questão social e ajudar mulheres que querem, mas que ainda têm dificuldade de sair de um relacionamento abusivo”, comentou a psicóloga.

CONTAÇÃO DE HISTÓRIAS

Ainda na tarde de quinta-feira, no Espaço Criança, a servidora do MPMA Márcia Montenegro comandou uma contação de histórias sobre o livro “Pitoco e o valor de cada um”, de autoria da mesma em parceria com a educadora e psicopedagoga Priscila Trindade. Ambas realizaram uma encenação e contaram a história de Pitoco ao vivo para cerca de 30 alunos, entre 6 e 7 anos de idade, da UEB Honório Odorico Ferreira, que fica na Andiroba, zona rural de São Luís.

Pitoco é um livro bilíngue com texto rimado e cadenciado, que conta a história de um menino que pensa que sabe tudo, e tem a ilusão da autossuficiência, por causa do acesso à internet. Para a escritora Márcia Montenegro, a experiência de apresentar o livro e obter um retorno na hora dos leitores é muito gratificante. “Foi uma grata experiência de incentivo à leitura. E o mais interessante é vivenciar isso. O contato do escritor com o leitor: a oportunidade de ler um paradidático e ter na sua frente o escritor para falar detalhes daquela obra”, explicou Márcia Montenegro.

Para a professora Lurdimar Santana, que é também coordenadora da escola, a contação de histórias foi um momento importante para as crianças porque agrega conhecimento. “Para eles que estão em processo de alfabetização é muito importante. Desperta nos alunos a curiosidade pela leitura. E a história que foi contada traz esses alunos para a realidade, com orientações sobre como respeitar a professora, ouvir mais o outro, falar menos na hora da aula”, explicou a coordenadora.

Em seguida, as escritoras Márcia Montenegro e Priscila Trindade estiveram no stand do MPMA na Feira do Livro e realizaram uma sessão de autógrafos.

Informações / CCOM-MPMA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *