Notas do blog,  Publicidade

Em Outeiro/Cedral– Moradores denunciam descaso no povoado e surge efeito positivo

Escola jardim de infância Profª Rosa Ewerton em Outeiro/Cedral

 O Ministério público fez recomendações que obrigam secretarias, e a atual gestão do prefeito do município de Cedral, a trabalharem de acordo com o que compete a cada pasta. Uma das principais recomendações é em relação a animais soltos na Cidade, o órgão deu um prazo de 60 dias, período máximo para tomar providências em relação aos animais. Além de resolver os problemas de iluminação da Cidade. Foram notificados sobre o caso a juíza da comarca, câmara de vereadores, polícia civil e militar.

Denúncias

A escola municipal do povoado de outeiro, umas das principais do município de Cedral, enfrenta sérios problemas de infraestrutura. Em reforma há quase um ano, ainda não tem prazo para ser entregue. Segundo a comissão de moradores da cidade, a unidade de ensino está precária há vários meses, e melhorias não estão sendo feitas pelos responsáveis, e muito menos sendo acompanhada pela secretaria de educação municipal, e quem sai prejudicado com essa situação, é os alunos que não tem motivação para encarar os estudos, por falta de locais apropriados.

Animais à solta pelas ruas de Outeiro

Outro problema no povoado é os animais à solta pelas ruas, a atual administração comandada pelo prefeito Jadson Passinho, não consegue resolver um caso simples como esse, moradores do povoado de outeiro, tem sofrido com a falta de organização, que vai da entrega de escolas a situação de animais sem rédeas.

Ainda, um novo e velho problema, é a iluminação da cidade que há muitos anos já se tornou comum a ponto das administrações não se importarem com a escuridão.

*“os animais circulam livremente pelas ruas, sujam as praças, colocam a vida de pessoas em perigo, podendo atacar, além de deixar os locais impróprios para lazer, com mau cheiro provocado pelas fezes dos animais, a cidade escura é indignante, obras paradas, um desrespeito total, foi preciso apelar a promotoria pra resolver”,*  diz trecho da denúncia feita por moradores.

A assessoria de comunicação da prefeitura não se manifestou sobre o caso.

2 Comentários

  • Sílvio

    Outra escola e povoado que precisam ser olhados é o de São Bento a mais ou menos 9 km da sede. A maioria das ruas estão escuras e a escola nem se fala, cheia de buracos nas classes, banheiros sem pau para os alunos lavarem as mãos, colunas de sustentação se deteriorando e com ferros de construção a mostra, essas são apenas algumas das inúmeras coisas que faltam na escola.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *